Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

São Paulo, SP

Geral Agreste

Abelhas criadas no Centro de Educação Ambiental da MVV são objeto de estudo na UFAL

Estudante de Agronomia fez TCC a partir de análise de abelhas e flora específica na região agrestina

02/07/2024 às 17h37
Por: Redação Fonte: Breno Airan
Compartilhe:
Abelhas criadas no Centro de Educação Ambiental da MVV são objeto de estudo na UFAL

A Mineração Vale Verde (MVV) segue sendo um celeiro educacional para a região agrestina. Desta vez, a criação de abelhas sem ferrão realizada no Centro de Educação Ambiental foi destaque em um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Agronomia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) campus Arapiraca.

A estudante Alessa Santos de Goes trabalhou com o tema “Levantamento da Flora Apícola e das Principais Espécies de Abelhas Encontradas no Município de Arapiraca, Craíbas e Teotônio Vilela-AL”.

Jaédson Oliveira, analista de Meio Ambiente da MVV, participou da banca examinadora durante a apresentação do TCC — ele que também é especialista em apicultura.

No Brasil, há 245 espécies de abelhas sem ferrão e, na MVV, é realizado um trabalho com a Melipona quadrifasciata (também conhecida como “mandaçaia”). Esse é um importante inseto para a polinização da flora da região onde a empresa está situada, em Craíbas.

A mandaçaia (Melipona Quadrifasciata) mede cerca de 10 mm de comprimento, com um corpo mais robusto e volumoso, tendo a cabeça e tórax pretos, abdômen com faixas amarelas e asas essencialmente ferrugíneas.

Elas garantem polinização e ótima qualidade de frutos, por justamente desempenharem um papel fundamental no processo.

Essa foi uma das 10 espécies de abelhas estudadas pela agora agrônoma Alessa Goes, avaliando seu comportamento a partir de trabalho in loco no nosso Centro de Educação Ambiental (CEA), na Fazenda Uruçu, em Craíbas.

Na feitura de seu TCC, a estudante objetivou, ainda, realizar um levantamento de espécies de abelhas e de flora, ao passo que foram visitadas nas três cidades do interior alagoano.

A pesquisa de campo — em caráter exploratório — durou quatro meses, em áreas próximas a apiários, regiões de mata e propriedades rurais e urbanas, a partir de ensaios fotográficos e captura de alguns exemplares, para posteriormente ser feita uma caixa entomológica. Alessa teve êxito em seu TCC e obteve nota satisfatória.

No CEA, dentro da MVV, existe um meliponário, local em que as abelhas mandaçaia podem viver e se reproduzir antes de serem reintroduzidas no bioma, para seguirem seu percurso polinizador. 

A Mina Serrote detém uma área de Reserva Legal com 455 hectares de mata preservada (o que equivale a mais de 635 campos de futebol), sendo considerada pela UNESCO o único Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Caatinga inserido no Agreste alagoano. 
SOBRE A APPIAN BRAZIL

O Grupo Appian Capital Brazil é a plataforma no país da Appian Capital Advisory, fundo de investimentos com atuação exclusiva nos setores de mineração e metalurgia. 

No Brasil, o Grupo Appian se estabeleceu em 2018 com a aquisição de dois ativos: a Atlantic Nickel, operação de níquel sulfetado na Bahia, e a MVV, empreendimento de cobre com operação em Craíbas-AL.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias