Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

São Paulo, SP

Economia Arapiraca

Arapiraca e Agreste apostam na alternativa do cultivo do amendoim

Cooperativa Capial faz experimento em 40 tarefas de terra em Arapiraca e municípios da região como alternativa econômica

27/06/2024 às 11h54
Por: Redação Fonte: Davi Salsa-Tribuna independente
Compartilhe:
Arapiraca e Agreste apostam na alternativa do cultivo do amendoim

Houve valorização dos preços e crescimento no mercado interno e externo do amendoim; cinco toneladas foram trazidas de São Paulo - Foto: Chico da Capial / Cortesia

O cultivo do amendoim vem atraindo cada vez mais a atenção dos produtores rurais do Agreste alagoano.

A valorização dos preços e o crescimento no mercado interno e externo colocam a produção do amendoim como excelente opção econômica.

A Cooperativa Agropecuária e Industrial de Arapiraca (Capial) está incentivando o plantio em pequenas propriedades rurais em Arapiraca e municípios vizinhos.
Inicialmente, foram trazidas para a região quatro variedades de sementes. A Runner, que produz quatro meses mais em comparação com a espécie Tatu, e as variedades L3, L4 e L6.

Segundo revela o presidente da cooperativa, Francisco Souza Irmão, o Chico da Capial, o experimento do amendoim está sendo realizado em 40 tarefas de terra no município de Arapiraca e região.

Ele explica que cinco toneladas das quatro variedades de sementes foram trazidas do estado de São Paulo para o Agreste alagoano.

Os agricultores receberam as sementes, adubo e assistência técnica da Capial, por meio das engenheiras-agrônomas Cinara Bernardo e Simone Nemézio.
Ainda de acordo com o presidente da Capial, o experimento também recebe o apoio da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e da Economia Solidária (Unicafes-AL), Secretaria de Desenvolvimento Rural de Arapiraca, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AL) e do Ministério da Agricultura e Pesca (Mapa/AL).

Chico da Capial acredita que o cultivo de amendoim é uma alternativa muito rentável para os pequenos produtores rurais do Agreste.

A expectativa é de que, individualmente, cada agricultor pode colher 40 sacos de amendoim por tarefa de terra. Atualmente, o saco do produto está sendo comercializado no mercado interno a R$ 250.

“As equipes estão acompanhando o plantio e a colheita deve ocorrer nos próximos meses, com a previsão de uma safra com mais de 100 mil toneladas aqui na região”, acrescenta Chico da Capial.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias