Terça, 25 de Janeiro de 2022 20:49
82 9996921076
Dólar comercial R$ 5,44 -0.938%
Euro R$ 6,15 -1.099%
Peso Argentino R$ 0,05 -1.136%
Bitcoin R$ 213.103,49 +0.157%
Bovespa 110.629,67 pontos +2.49%
Política Arapiraca

Luciano Barbosa não mantém dialogo com vereadores e Orçamento 2022 não é aprovado

Câmara não chegou a um acordo com o executivo, que não incluiu emendas impositivas no orçamento

29/12/2021 08h26
Por: Roberto Gonçalves Fonte: Sete Segundos
Luciano Barbosa não mantém dialogo com vereadores e Orçamento 2022 não é aprovado

A audiência pública preparatória para a apreciação da Lei Orçamentária Anual de 2022 de Arapiraca foi marcada por momentos de tensão e questionamentos por parte dos vereadores. Após horas de debate e críticas por parte da Casa Herbene Melo a pontos do orçamento, a sessão foi encerrada sem acordo para votação da peça orçamentária do ano que vem.

Com a ausência de um acordo político que garanta a votação do orçamento, não houve sessão ordinária na noite desta terça-feira (28), de modo que os vereadores só irão retomar os trabalhos na primeira semana de janeiro de 2022. Desta forma, a prefeitura entra o ano sem orçamento para execução de obras e pagamento de despesas.

A audiência pública era um dos requisitos necessários para a apresentação da LOA. Os pontos relativos à lei foram explanados pela Drª Salete Amorim, superintendente de Planejamento e Orçamento do município. As divergências começaram quando vereadores começaram a questionar a palestrante sobre a ausência das emendas impositivas – um orçamento obrigatório destinado a projetos de interesse dos vereadores, que segundo informações, não foi inserido na peça orçamentária final.

O presidente da Casa, vereador Thiago ML (PROS), reclamou da falta de diálogo entre o chefe do executivo e a câmara, sendo apoiado por boa parte dos vereadores presentes. Questionado, o líder do governo Luciano Barbosa na casa, vereador Léo Saturnino, afirmou que a ausência das emendas impositivas foi uma falha na comunicação entre as duas partes – executivo e legislativo. “A câmara teve 120 dias para fazer este adendo, e não fez”, ressaltou o líder.

Saturnino ainda sugeriu que os vereadores trabalhassem numa emenda ao orçamento, que incluísse as emendas impositivas de responsabilidade de cada parlamentar – porém, não houve acordo sobre este ponto. Até mesmo vereadores da base do prefeito, como Zé Carlinhos (PSC) criticaram o prefeito pela falta de diálogo. “Sou da base do prefeito, mas do jeito que [o orçamento] chegou aqui, não temos realmente como votar”, disse.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (26/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quinta (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias