Quarta, 20 de Outubro de 2021 17:57
82 9996921076
Cidades Meio Ambiente

Prefeitura de Palmeira viabiliza meios para controle do aumento de jacarés no Lago do Goiti

A bióloga do IMA Gabriela Gama explica a situação encontrada na localidade.

23/09/2021 08h24 Atualizada há 4 semanas
Por: Roberto Gonçalves
Prefeitura de Palmeira viabiliza meios para controle do aumento de jacarés no Lago do Goiti

Devido a uma grande quantidade de jacarés no Lago Goiti, localizado na cidade de Palmeira dos Índios, a Prefeitura do município, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarhpi), e o Instituto do Meio Ambiente (IMA) realizaram, nessa quarta-feira (22), uma visita ao açude, buscando avaliar quais medidas devem ser adotadas pela prefeitura para minimizar o impacto da intervenção sobre os jacarés e fazer o controle da população local.

O aumento no número desses animais se deu após a diminuição do nível da água, em razão de obras de revitalização realizada, e que, de acordo com a prefeitura, possuíam um caráter especial para a execução das intervenções de engenharia.

A bióloga do IMA Gabriela Gama explica a situação encontrada na localidade. "Após vistoria no local, verificamos que os jacarés estão mais agrupados em uma ilha próxima à ponte, onde estão habituados com a presença humana devido ao fornecimento de alimentos pela população local, como restos de frango provenientes do abate em avícolas da região. Os animais, certamente, já habitavam o açude, que possuía um maior nível de água e mais área para circularem. Com o rebaixamento do nível da água, o ambiente aquático disponível para os animais diminuiu, dando a impressão de um aumento de densidade, ou seja, o número de animais visualizados por área".

A secretária municipal do Meio Ambientes e Recursos Hídricos, Anna Luísa França, destacou a importância da presença dos órgãos ambientais para diagnosticar os meios de proteção e preservação da fauna local.

"É importante que a população respeite o espaço dos nossos animais e que procure não alimentá-los, pois a caça predatória é muito importante para a sobrevivência e controle natural dos jacarés. Na ocasião da visita dos representantes dos dois órgãos, também foi discutido sobre o reinício da obra de revitalização do Lago e estratégias para o equilíbrio ambiental. Estaremos trabalhando alinhados em busca do progresso, mas, também, da proteção do ecossistema", garantiu Anna Luísa.

O prefeito Júlio Cezar apontou que as determinações do IMA e Semarhpi são cruciais para diminuir as ocorrências de animais nas residências próximas ao Lago.

"Outras medidas complementares serão adotadas, como a instalação de placas educativas, para orientar a população sobre não alimentar os animais, pois, de acordo com o IMA e a Semarhpi, a prática condiciona os animais e os tornam dependentes da alimentação fornecida, fazendo com que deixem de buscar seu próprio alimento, como peixes, pequenos roedores, aves e invertebrados, a exemplo de caramujos. Com a revitalização da área, o IMA destacou que a observação de jacarés poderá ser vista como algo positivo e uma ferramenta de educação ambiental, se tornando um atrativo para a população, como já acontece em outros parques urbanos, como o Parque Municipal de Maceió, e, no Brasil, em áreas altamente urbanizadas, como no Estado de São Paulo", disse o prefeito Júlio Cezar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (21/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sexta (22/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias