Domingo, 01 de Agosto de 2021 02:01 82 9996921076
Blog Dr. Geraldo Magela CRÔNICA

NOALDO DANTAS, O JORNALISTA

Dantas era paraibano, de Campina Grande, onde foi vice Prefeito e Vereador e secretário de estado.

17/06/2021 09h29 Atualizada há 1 mês
Por: Luciana Gonçalves da Silva Fonte: Geraldo Magela Pirauá - Procurador de Justiça aposentado e cronista
NOALDO DANTAS, O JORNALISTA

Noaldo Dantas era um jornalista discreto, de falar pouco e ouvir bastante, de olhar suave, sempre sereno e reflexivo.  Conheci, este criador de jornais, em casa de Joarez Ferreira, onde aos sábados, sempre aos sábados, tomávamos umas cervejas e conversávamos sobre tudo. Não havia confronto de ideias, e sim convergir de opiniões. Não existia, ainda, os embates ideológicos,  nem o debate vazio. Havia, sim, o bate papo agradável de jornalistas, Noaldo e Joarez que,  mesmo divergindo, transmitia aprendizado e cultura, experiência e amizade.

Naquele lugar, naquela residência, na rua Senador Rui Palmeira,  Noaldo sentava no mesmo lugar. Ouvia com a mesma atenção e se expressava com a grandeza humilde de quem, ainda, desejava aprender.

 Tinha um enorme sensibilidade e um extraordinário talento. Era esteticamente perfeito quando escrevia. Frases curtas e assertivas, de grande beleza poética.

Tenho guardado, de 06 de abril de 1997, um recorte do jornal Opinião, onde Noaldo, na coluna “porque hoje é domingo” escreveu: “ Saudade da minha fé antiga; do meu pai inteligente e autoritário; da minha mãe dócil e santa...”

No poema, onde não canso de ler, de beleza indescritível, de sensibilidade extraordinária, onde o autor superou a si próprio pela exuberância do conteúdo, que eruditos e simples homem do povo, vê nele, no poema, a inspiração humana e a criação de Deus: O dia em que Deus criou alagoas. 

Era um frasista, também, de excelência. Escreveu: “não existe mulher ideal; existe, sim, mulher com dias ideais. Homens também. Nunca deixe uma noite amadurecer uma mágoa”. Arrematou, em seguida:  “ não tenho dúvida de que algumas frases, aqui divulgadas, não sejam da minha autoria. Os autores verdadeiros irão reconhecê-las. Aliás, são poucas. Alguém pensou igual a mim”

Este paraibano de Campina Grande, onde foi vice Prefeito e Vereador, secretário de estado, e candidato a deputado, aportou em Alagoas em 13 de agosto de 1975, vindo dirigir o Jornal de Alagoas.  Fundou jornais, fez amizades, amou Alagoas com intensidade. 

Noaldo tinha uma imensa amizade por Joarez Ferreira, jornalista de escol e promotor honrado. Os dois se entendiam. Eram jornalistas sem medo. 

Tenho saudade das manhãs que se alongavam nos sábados regados a  cerveja e a bons tira gostos. Eram ambos rochedos que enfrentaram tempestades. Admirava a cultura de ambos, a humildade, a lealdade que tinham um pelo outro. Eu, a época, um promotor ainda jovem, absorvendo, naquele terraço da casa de Joarez, a experiência da cultura e da vida destes jornalistas exemplos de profissionais. Joarez já era promotor, nunca esquecendo suas raizes fincadas no bom jornalismo.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Dr. Geraldo Magela
Sobre Dr. Geraldo Magela
Cronista
Anúncio
Arapiraca - AL
Atualizado às 01h41 - Fonte: Climatempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 21° Máx. 27°

22° Sensação
10.8 km/h Vento
87.6% Umidade do ar
60% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (02/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 28°

Sol e Chuva
Terça (03/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 29°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias