De sexta-feira (12) até a madrugada desta quarta (17), a unidade hospitalar atendeu 686 pessoas, dentre os quais estão vítimas de queda da própria altura (156), acidentes de trânsito (144), agressão física (9), arma de fogo (1), arma branca (2), corpo estranho no olho (36), picadas de escorpião e outros animais (9), problemas respiratórios graves (18).

No mesmo período do ano passado, o Hospital de Emergência do Agreste registrou 938 atendimentos, número aproximadamente 35% maior do que o registrado este ano.

A redução pode ter sido causada pela pandemia de coronavírus, que fez com que as cidades alagoanas cancelassem suas comemorações carnavalescas.