Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
82 996142974
Saúde Covid-19

Infectologista diz que AL pode se igualar ao Amazonas

Arthur Gomes Neto disse que, se as medidas sanitárias contra o novo coronavírus não forem mantidas, a situação da pandemia em Alagoas pode ficar grave como no estado do Amazonas.

14/02/2021 07h53
76
Por: Roberto Gonçalves Fonte: Jornal de Alagoas
Infectologista diz que AL pode se igualar ao Amazonas

O pneumologista Arthur Gomes Neto, diretor médico da Santa Casa de Misericórdia de Maceió, divulgou um áudio, na manhã deste sábado (13), alertando sobre aumento no número de casos de Covid-19, incluindo casos graves, e o risco da situação da pandemia em Alagoas ficar semelhante a do estado de Amazonas, que vive um caos no sistema de saúde por causa do novo coronavírus.

A assessoria de comunicação do hospital confirmou o áudio é verdadeiro, e reforçou o alerto do médico. O boletim mais recente do Observatório Alagoano de Políticas Públicas para Enfrentamento da Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) apontou que a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 aumentou em Alagoas. Por causa da alta de internações, o governo do Estado decidiu abrir novos leitos.

Confira o que o médico disse no áudio:

O pneumonologista falou em "aumento assustador do número de casos de Covid-19". Ele disse que a situação da pandemia se agravou tanto na rede hospitalar privada quanto na pública.

"Pessoal, eu queria fazer aqui mais uma vez um alerta. A gente, na última semana, observou um aumento assustador do número de casos de Covid-19, inclusive de casos graves. Estamos [na Santa Casa de Maceió] com quase 20 pacientes internados nas UTIs, intubados. Esse aumento tem sido também observado pelo Governo do Estado na área da saúde pública, o que não vinha acontecendo".

Arthur Gomes Neto disse que, se as medidas sanitárias contra o novo coronavírus não forem mantidas, a situação da pandemia em Alagoas pode ficar grave como no estado do Amazonas.

"De modo que a gente tem que estar consciente de que, se não atender as medidas sanitárias de higiene das mãos, de evitar aglomerações, de usar máscara, a gente pode chegar a situação que chegou o estado do Amazonas".

O médico terminou o áudio com um alerta sobre aglomerações durante o carnaval, mesmo em pequenos grupos.

"Então todo cuidado é pouco. A gente tem que se preservar até a vacinação chegar ao patamar que se deseja. Bom carnaval. Muito cuidado. Evite aglomerações. Evite festas, mesmo que seja em pequenos grupos. Lá dentro, pode ter um paciente que pode lhe contaminar".

 

Anúncio
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (26/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sábado (27/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias