Em nota pública divulgada nesta quarta-feira (9), o MDB Alagoas prestou solidariedade à deputada federal Tereza Nelma (PSDB) em razão das "pressões e perseguições que vem sofrendo" e convidou publicamente a parlamentar para ingressar no partido, oferecendo a legenda para ela, caso queira, disputar as próximas eleições.

Conforme a nota, tais “pressões e perseguições” são uma afronta antidemocrática ao mandato da deputada e desrespeito aos eleitores de Nelma, que enfrenta as injustiças "com a mesma serenidade e energia que tem lutado pela vida contra a doença".

Sem citar nomes, o texto se refere à briga entre a parlamentar e o senador Rodrigo Cunha, presidente do PSDB de Alagoas, devido a discordâncias em torno de uma possível indicação do vice a compor a chapa encabeçada pelo deputado federal JHC. A “guerra” rendeu a dissolução do Diretório Municipal tucano, então comandado por Nelma, e nota de repúdio da deputada, classificando a decisão de Cunha de “machista, autoritária e típica da velha política”.

Lembrando as contribuições legislativas do MDB nas questões de gênero, com a aprovação e defesa de várias matérias relacionadas aos direitos das mulheres, a sigla comandada pelo senador Renan Calheiros em Alagoas afirmou que Tereza Nelma personifica os valores do partido.

"Fazemos questão de ressaltar, sempre, a importância das mulheres ocuparem espaços de atuação na vida partidária, nos movimentos sociais e em todas as instâncias de poder. Tereza Nelma personifica esses valores, e por isso merece o respeito de Alagoas", concluiu a nota.

Confira na íntegra: