A força de uma comunidade está no que reserva e significa o seu próprio nome. “Comunidade” deriva de “comum”. E o que é comum é de todos, é partilhado.

Por isso a Mineração Vale Verde (MVV) tem investido nesse olhar amplo, a fim de que os moradores das 14 comunidades vizinhas ao Projeto Serrote, situado entre Arapiraca e Craíbas, se fortaleçam cada vez mais e construam suas próprias bases de ação socioeconômica na região.

Recentemente ocorreu a “Oficina Online Cooperação e Gestão”, não presencial devido à pandemia, com integrantes da comunidade rural Pau Ferro, em Craíbas. O encontro foi ministrado pela empresa terceirizada Riccon Consultoria.

Temas como organização social; fatores de fracasso e sucesso; planejamento; e associativismo fizeram parte da pauta. Nas próximas reuniões virtuais, novos tópicos serão inseridos, a exemplo de “Como Vender Para o Governo” e “Benefícios Futuros”.

"Estou dia sim, dia não na roça. Trabalhando com fumo. Mas na hora das oficinas, eu venho para casa para assistir. Os cursos proporcionados pela Riccon e MVV são maravilhosos!", garante a aluna Denise Alves da Silva, moradora do Pau Ferro.

Segundo ela, as consultoras Rita Lopes e Maria Aparecida Santos passaram tudo de forma clara e objetiva, com máxima transparência, proporcionando uma experiência virtual ainda melhor.

"Elas falaram sobre cooperação e associativismo na comunidade, mostrando seu verdadeiro significado. Afinal, como podemos cooperar no ambiente em que estamos inseridos? A Rita e a Cida são mulheres de grande sabedoria e me sinto grata por elas estarem dividindo isso com a gente! Já estou ansiosa para os próximos cursos! Espero que mais pessoas possam participar e, assim como eu, adquirir novos conhecimentos", revela Denise.

TIRANDO DO PAPEL

“A ideia de trazer esse tema de cooperação é para que os moradores do Pau Ferro busquem alternativas para a realização de sonhos conjuntos que a comunidade possa eventualmente ter. Não adianta planejarmos e aquilo ficar apenas no papel. Temos que partir para a ação. Para isso, precisamos falar, pensar e fazer. Com muito foco, diálogo e união”, orienta Rita Lopes.

De acordo com a especialista da Riccon, é preciso ter visão de futuro, buscando desenvolver-se e não pensando “apenas” no agora, no momento ou no problema. “Pessoas de sucesso têm esse espírito empreendedor. Estão sempre olhando à frente! E é isso que queremos trazer para essa comunidade com essas oficinas online”, completa a especialista.

Conforme a analista de Relações Comunitárias da MVV, Gyslane Chaves, o plano era esses encontros acontecerem presencialmente.

“Devido ao momento que estamos vivenciando, o encontro presencial não foi possível. A depender dos novos decretos do Governo do Estado, em setembro deste ano talvez já poderemos fazê-los. As atividades não podem parar e a comunidade do Pau Ferro, igualmente! Precisamos seguir em frente, com resiliência, cuidado e confiança. Vamos juntos avançando e estudando a partir de cursos como esses, para que possamos melhorar o nosso olhar para as políticas públicas da nossa região”, pontua a analista da Mineração Vale Verde.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.